Pesquisar este blog

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

ORGULHOSAMENTE SUL-COREANO

Numa época em que os automóveis sul-coreanos eram vistos com certa desconfiança (algo que ainda acontece com os carros chineses hoje em dia), o grupo GM adquire a indústria local Daewoo. O casamento entre a GM e a Daewoo durou até 1992, mas ainda assim deixou muitos resquícios da passagem da gigante norte-americana em solo asiático... Vide o Chevrolet Spark, que é, na verdade, o Daewoo Matiz (que a chinesa Chery plagiou com o modelo QQ, que hoje em dia chega às toneladas ao Brasil)





















Mas o primeiro produto fabricado pela Daewoo com chancela GM foi um veículo leve de carga, que já vimos aqui no blog, no post "CHEVETTE DE CARGA", que levava a marca de uma subsidiária da Daewoo: o Daewoo Saehan Max, em 1977.


Algum tempo depois, em 1982, surge o Saehan Bird, com um motor de 1,3 litros e cerca de 50 CV de potência... Este sim, um carro de passeio, muito semelhante ao nosso pequeno clássico Chevette, porém somente disponível na versão sedan de quatro portas.


















Pouco tempo depois o carro passa a ter uma versão legítima Daewoo: o Daewoo Maespy, com motor de 1,5 litros e 60 CV de potência. Em 1985 o carro recebe um face-lift e passa a se chamar Daewoo Maepsy-Na. Com acabamento mais aprimorado e um certo nível de luxo, o carro foi um dos mais vendidos em seu país de origem.

















Em 1989 é decretado o fim do Maepsy-Na. Para substituí-lo surge o Daewoo Pontiac Le Mans, que foi vendido em quantidade considerável também nos Estados Unidos e no Canadá, onde substituiu, em parte, o Chevrolet Chevette e o Pontiac Acadian (que era o mesmo carro, só que com marcas diferentes). O Le Mans era, na verdade, o bom e velho Kadett que tanto conhecemos aqui no Brasil, com a diferença de contar com uma versão sedan de quatro portas.



















Com o fim do "casamento" Daewoo / GM,m em 1992, a indústria sul-coreana resolve introduzir seus próprios produtos na Europa: assim surgiu o Daewoo Nexia, que na verdade, nunca deixou de ser o bom e velho Kadett que conhecemos... Teve suas vendas bem alavancadas nos países que formavam o antigo bloco da União Soviética.





















Após o encerramento da produção do Nexia, surgiu o luxuoso Nubira... Foi na época em que a indústria sul-coreana de automóveis começara a se consolidar como uma indústria que não fabricava mais cópias de montadoras estrangeiras.
O Daewoo Nexia surgiu em 1997 e era um automóvel de médio porte, muito vistoso, em versões sedan de quatro portas e perua de cinco portas... Embora bem diferente dos produtos GM, era inegável sua semelhança com os automóveis Opel europeus, principalmente com o Opel Astra e Vectra de primeira geração.




















Com a crise financeira que assolou a Coréia do Sul em 1998, a Daewoo, que fabricava computadores, equipamentos de som e outras coisas mais além de automóveis, não resistiu e sucumbiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário